Viagens

Chapada Diamantina por Mundo Afora Viagens

CHAPADA DIAMANTINA

 

Tive o privilégio de conhecer recentemente uma das maiores “jóias” do nosso país, eu digo privilégio, porque infelizmente a Chapada Diamantina ainda é vista pela maioria dos brasileiros como um lugar isolado, de difícil acesso e sem conforto, tanto é que grande parte de seus visitantes são estrangeiros, especialmente europeus.foto 1 (34) foto 2 (36)

 

O Parque Nacional da Chapada Diamantina localiza-se no centro da Bahia, em uma região com paisagens únicas e uma grande diversidade de fauna e flora, abrangendo áreas de cerrado, caatinga, campos rupestres e matas de altitude. Foto 3 (29) Foto 4 (29) Foto 5 (15) Foto 6 (4) Foto 7 (6) Foto 8 (5)

 

As principais atrações da região estão nos arredores de Lençóis, cidade histórica localizada a 40 minutos de Salvador (em voos diretos), que encanta com as suas ruas de pedra e casarões herdados dos tempos do diamante.

Hotéis e pousadas charmosas estão por todos os lados.

Assim como restaurantes aconchegantes…..servindo culinária baiana, internacional e “natureba”.

Foto 16 (2) Foto 17 (3) Foto 18 (2)

 

O agito local encontra-se nos arredores da “rua da baderna”, com lojinhas de artesanato e bares badalados, cheios de estilo e boa música.Foto 19 (2) Foto 20 (1) Foto 21 (1) Foto 22 (1) Foto 23 (1) Foto 24 (1)

 

Bastam 20 minutos de caminhada para chegar ao Morro do Pai Inácio, o cartão postal mais conhecido, e incrivelmente lindo da Chapada, com seus abismos de 140 metros.Foto 25 (1) Foto 26 (1) Foto 27 (1) Foto 28 (1) Foto 29 (1)

 

O programa preferido dos turistas na região é visitar suas cachoeiras, e escolher qual delas visitar não é tarefa fácil, pois são mais de trezentas!!! Grande parte delas tem água cor de coca cola, devido a grande concentração de minerais, porém são limpíssimas. Foto 30 Foto 31 (1) Foto 32 (1)

Foto 33 (1)

Uma das mais impressionante é a Cachoeira da Fumaça, que com 380 metros de altura é a mais alta do Brasil. Foto 36 (1) Foto 34 (1)
Foto 35 (1)
Foto 37 (1)

 

Outra atração de tirar o fôlego são as grutas e cavernas da região, catalogadas e pesquisadas por especialistas do mundo todo.

 

A gruta da Pratinha é de fácil acesso, e impressiona pela transparência da água e suas formações rochosas coloridas. Assim como o mergulho de snorkel com os cardumes de peixe, a sensação é deliciosa!!Foto 41 (1) Foto 40 (1) Foto 39 (1) Foto 38 (2)

 

Uma raridade em meio ao sertão é a Gruta da Torrinha, que está a 70 metros abaixo da superfície. Lembrando que a sua visitação é recomendada apenas para quem tem um certo preparo físico, pois são 2 horas e meia de caminhada entre subidas e descidas somente com uma lanterna.

Confesso que não foi fácil, mas ao longo do caminho pude me deparar com formações rochosas esculpidas por milhares de anos e de uma beleza única, a sensação foi muito parecida com um mergulho no fundo do mar.Foto 45 (1) Foto 46 (1) Foto 44 (1) Foto 43 (1) Foto 42 (1)

 

Todo o suor foi recompensado…..esse canto da Bahia é abençoado e surpreendente como poucos no mundo!!! Porém vale lembrar que os passeios devem ser feitos com guias experientes, pois eles conhecem cada cantinho desse paraíso. Foto 47 (1)

 

Por Lélia Rezende, viajante, proprietária da agência Mundo Afora Viagens e apaixonada em descobrir lugares, pessoas e culturas. 

You Might Also Like

No Comments

    Leave a Reply

    %d blogueiros gostam disto: